Como as agências de casamento tentam sobreviver em tempos de Tinder

Nos últimos tempos essas empresas viram boa parte de sua clientela migrar para a internet

Ao contrário da maioria dos concorrentes digitais, que são gratuitos, como o Tinder, as companhias cobram bem para proporcionar as conexões amorosas. Na Eclipse Love, surgida em 2011, os pacotes variam entre 5 000 e 16 000 reais por um ano de contrato. O serviço inclui uma checagem de dados como antecedentes criminais. “É para garantir a segurança”, explica a proprietária Eliete Medeiros, que comanda o negócio no seu apartamento em Moema, no esquema home office. É a única do mercado que rejeita fregueses pelo biotipo. No caso, quem está muito acima do peso. “Não faz parte do perfil da minha clientela”, justifica. Uma das clientes é a gestora de recursos humanos Maria Aparecida Pinto, de 43 anos. Há seis meses, investiu 6 500 reais para tentar descobrir ali um companheiro. “Ainda não arrumei namorado, mas tive cinco bons encontros”, conta. ask a nurse . “Estou esperançosa.”

namoro-3
Maria AparecidaPinto: contrato com agência de relacionamento de 6 500 reais
(Foto: Mário Rodrigues/Veja São Paulo)

Encontro profissional

As principais características de algumas das empresas veteranas do mercado na capital

Público: de 30 a 60 anos
Valor: a partir de 5 000 reais para até um ano de contrato
Curiosidade: candidatos acima do peso não têm vez. A agência diz que não é o perfil da sua clientela

Fonte: Veja São Paulo

Coração CadastreCadastre-se