Casais dão dicas de como ‘driblar’ o Dia dos Namorados’ por conta dos jogos

Dia 12 de junho é também a estreia da Copa do Mundo.

Rio – Para milhares de casais, 12 de junho é dia de celebrar o amor com presentes e programas especiais a dois. Mas este ano, um evento histórico promete colocar o clima de romance em segundo plano: o Dia dos Namorados cai justamente na estreia da Copa do Mundo, com direito a jogo da Seleção. Quem é do time do ‘só love’ não vê nada mais anticlímax que tomar um drible no jantar à luz de velas para cair num churrasco com a torcida, enquanto o ser amado deixa você de lado para sofrer com os lances do Escrete Canarinho.

Com a bola dividida, muitos namorados discutem a relação e tentam equilibrar o jogo para ninguém sair perdendo. No caso da produtora Lídia Marins, de 26 anos, e o namorado, o administrador Antônio Pontes, 31, além dos eventos simultâneos ainda entra em campo o aniversário da moça, que também é no dia 12.

Casais dão dicas de como  driblar  o Dia dos Namorados  por conta dos jogos   Rio   O Dia

“Todo ano é o mesmo ‘perrengue’, mas este ano está maior. Sempre comemoramos o Dia dos Namorados e deixamos a festa de aniversário para depois, só que os amigos querem fazer um churrasco pela Copa e o meu dia. Até agora foi muita conversa, mas não conseguimos decidir”, contou Lídia, revelando que não hesitaria em jogar o programa romântico para escanteio, ou melhor, outra data.

“Gosto mais de romance”, declara Antônio. “Mas entendo a empolgação de querer fazer festa, afinal, é também o dia dela. Não faço pressão, o que ela decidir está ótimo. O importante é passarmos juntos”, completa.

Os modelos Walter Braga, 21, e Jéssica, 16, não sabem se vai ter Copa ou romance, mas os presentes estão garantidos. Só não podem contar para não estragar a surpresa, claro. “Conversamos bastante, mas a dúvida é grande. Nossa rotina é cheia de compromissos e são poucas as chances que temos de estar com os amigos. Como gostamos de animação e estamos na expectativa pelos jogos, talvez a melhor opção seja essa. E aí, a gente comemora o Dia dos Namorados na data de aniversário de namoro, nesta quarta-feira”, afirmou o rapaz.

Com 58 anos de casados e prestes a passar a 15ª Copa do Mundo juntos, o aposentado Afonso Souza de Castro, 82, e a dona de casa Maria Amélia da Cunha Castro, 78, dão o exemplo de que, se a equipe estiver unida, não tem jogo ruim. “Ela não gosta de futebol, mas não reclama nem implica. Também faço isso quando é um programa da preferência dela. É esse respeito à vontade do outro e a cumplicidade que tornam o relacionamento agradável. Que faz a gente querer aquela companhia em qualquer situação”, conta Afonso, que mesmo a amada não sendo fã do mundo da bola, nunca deixou de torcer junto com ele.

Se o dilema sobre o que fazer no dia 12 persistir, basta ouvir o conselho que o casal adquiriu com a experiência. “Nosso Dia dos Namorados é todo dia, porque não existe melhor motivo para se comemorar do que o amor”, ensina Afonso. Aí é só correr para o abraço. Literalmente.

Dentro e fora de campo, diálogo e bom senso garantem entrosamento

Especialista em Relacionamentos e Diretora da Agência de namoros Eclipse Love, Eliete Amélia de Medeiros ressalta que os casais devem ter bom senso e dialogar. Com esses dois ingredientes, dá para unir forças e garantir o entrosamento, em campo e fora dele, afirma a especialista.

“A Copa não é um jogo qualquer, é um evento mundial e raramente sediado no Brasil. Apesar de o Dia dos Namorados ser uma data importante para os casais, não há nada que atrapalhe a programação. O jogo dura pouco, podem assistir juntos e sair à noite. O que estraga é a imposição e o sentimento de posse, de querer dominar a situação”, alerta Eliete.

Já a sexóloga Raquel Câmara avalia que se o conflito sobre a data entrar em campo, é porque o time pode estar mal das pernas. “O evento só vai gerar conflito para um casal que não está bem. Até porque o Dia dos Namorados é mais uma questão comercial para o casal não perder o estímulo de comprar flores, presentes, sair para jantar. Se um dos dois for imaturo ou a relação não estiver legal, tudo vai ser motivo para brigar ou terminar. Quem está numa boa, comemora até assistindo ao jogo”, afirma a especialista, que dá a dica para resolver o impasse: “Namorem e aproveitem bastante”.

Comércio dá brinde a casal que antecipar celebração

Antecipar o Dia dos Namorados foi a solução encontrada pela Associação Brasileira de Motéis. Tanto que entrou em campanha junto com uma cervejaria para convencer os casais a celebrar no dia 11.

Segundo Antônio Carlos Morilha, um dos diretores da entidade, cerca de 70 estabelecimentos do Rio e outros quatros estados aderiram ao movimento, que é facultativo. Mas a associação vê na medida uma forma de evitar que os locais fiquem cheios demais e não consigam atender às expectativas dos clientes.

“A data é da cultura do brasileiro, mas é uma coincidência inédita no Brasil. Os motéis estão num esforço coletivo para a campanha e a maioria vai dar até brinde para o casal que comemorar na véspera. Nossa expectativa é de que as pessoas atendam”, disse.

Os restaurantes também entraram no clima de dividir a comemoração entre os dois dias. “Estimulamos os proprietários de bares e restaurantes a oferecer atrativos para os clientes. Vai ser estimulante porque os casais terão dois dias de festa”, afirmou o superintente do Sindicato dos Hotéis, Bares e Restaurantes do Rio, Darcílio Junqueira.

Fonte: O Dia

Coração CadastreCadastre-se