Antes só do que mal acompanhado: solteiros comemoram seu dia nesta segunda-feira

adriana

Você não está em busca de um amor, não pretende formar uma família tão cedo nem liga se alguém a/o chama de encalhada (o). Então, esta segunda-feira é dia de comemorar. Ninguém sabe como surgiu, mas, todos os anos, o 15 de agosto é reservado para lembrar o Dia do Solteiro. A data, meio gaiata, acaba servindo para celebrar a liberdade de quem prefere estar só do que mal acompanhado.

Na contramão, a agência Eclipse Love (www.eclipselove.com.br), espécie de “cupido profissional”, aproveitou a época para criar o “Manifesto Contra a Solteirice”, em que internautas como Jéssica Lopes, desabafam:

— Todos querem alguém para dizer ‘eu te amo’.

“Posso fazer tudo o que quero sem prejudicar ninguém”. A frase de efeito é do estudante Matheus Bonfeld, 20 anos, criador da comunidade “Solteiros”, no, Facebook. Para a consultora de viagens Adriana Barboza, 33 anos, o melhor do estado civil é manter preservada a liberdade.

— Posso ir ao shopping todos os dias e ainda procurar aquele cara bonito e milionário com o qual sempre sonhei — debocha.

Grau de exigência

A razão para tanta gente sozinha no mundo? Com a palavra a psicóloga Eliete Montielo:

— O grau de exigência está muito alto. A mulher, mais competitiva, perdeu alguns atributos que os homens buscam.

Fonte: Extra

Coração CadastreCadastre-se