Amor x Copa do Mundo: Especialista em relacionamentos afetivos

A copa do mundo começa em 12 de junho, exatamente no Dia dos Namorados, e muitas pessoas não tem em mente dividir uma noite, que poderia ser tão especial, por comemorações de vitória da Seleção Brasileira ou lamentações por sua derrota.

Mas como deve ser o comportamento de que não curte muito futebol, porém tem um parceiro amoroso que organizou sua vida para assistir até o jogo de Gana e Camarões? Como respeitar e interagir com o parceiro quando ele só pensa em futebol?

“Compreender a necessidade do parceiro ou parceira em assistir aos jogos de futebol pode ser fundamental para evitar brigas, desgastes e garantir o bom relacionamento do casal. É no futebol, jogando ou assistindo, que o homem extravasa sua emoção, se permite chorar sem parecer sensível, se é que isso é um problema, abraça os amigos e renova a paixão pela bola”, declara a Eliete Amélia de Medeiros, especialista em relacionamentos afetivos e diretora da agência de namoro Eclipse Love.

De acordo com Eliete, se você gosta de jogo e vai acompanhar seu parceiro, vibre, seja otimista e uma boa companhia, ou aceite que ele queira assistir com amigos.

“Não tente competir com o jogo. A competição é injusta, desnecessária e infantil. Caso você não goste de jogo de futebol e nem quer acompanhar as sessões de jogos, faça um programa só seu sem dramas. Vá ao shopping, estique no happy hour, vá ao cinema, ou aproveite para ver aqueles seriados de TV que você tanto gosta” diz a especialista.

Relaxe, respeite a individualidade do outro. “Viva estes momentos do futebol ao lado do seu parceiro ou longe dele, mas sem culpa para ninguém”, diz Eliete.

Fonte: Revista Circuito

Coração CadastreCadastre-se